frases, fragmentos, textos, poesia
comentar
publicado por F-R-A-G-M-E-N-T-O-S, em 04.09.11 às 23:04link do post | favorito

"Em teu abraço eu abraço o que existe
a areia, o tempo, a árvore da chuva
E tudo vive para que eu viva:
sem ir tão longe posso vê-lo todo:
veio em tua vida todo o vivente." 

Pablo Neruda



comentar
publicado por F-R-A-G-M-E-N-T-O-S, em 04.09.11 às 22:22link do post | favorito

E de repente a vida te vira do avesso, e você descobre que o avesso é o seu lado certo.

Caio Fernando Abreu

 

 


comentar
publicado por F-R-A-G-M-E-N-T-O-S, em 04.09.11 às 05:12link do post | favorito

O café é tão grave, tão exclusivista, tão definitivo
que não admite acompanhamento sólido. Mas eu o driblo,
saboreando, junto com ele, o cheiro das torradas-na-manteiga que alguém pediu na mesa próxima.

Mário Quintana


comentar
publicado por F-R-A-G-M-E-N-T-O-S, em 04.09.11 às 03:52link do post | favorito

Sim! a minha ventura quer dar felicidade;
Não é isso que deseja toda a ventura?
Quereis colher as minhas rosas?
Baixai-vos então, escondei-vos,
Entre as rochas e os espinheiros,
E chupai muitas vezes os dedos.
Porque a minha ventura é maligna,
Porque a minha ventura é pérfida.
Quereis apanhar as minhas rosas?


Friedrich Wilhelm Nietzsche


comentar
publicado por F-R-A-G-M-E-N-T-O-S, em 03.09.11 às 23:16link do post | favorito

Um café e um amor. Quentes, por favor !!!

Caio Fernando Abreu


comentar
publicado por F-R-A-G-M-E-N-T-O-S, em 03.09.11 às 01:46link do post | favorito

Aquilo que na vida tem sentido, mesmo sendo qualquer coisa de mínimo, prima sobre algo de grande, porém isento de sentido.

Carl Gustav Jung


comentar
publicado por F-R-A-G-M-E-N-T-O-S, em 03.09.11 às 01:45link do post | favorito

Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silencio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida.
Cora Coralina


comentar
publicado por F-R-A-G-M-E-N-T-O-S, em 03.09.11 às 00:42link do post | favorito

“Respirei fundo. O ar puro da cidade lavava meus pulmões por dentro. Setembro estava chegando enfim.”

Caio F. Abreu


comentar
publicado por F-R-A-G-M-E-N-T-O-S, em 03.09.11 às 00:41link do post | favorito

“Sofrer dói. Dói e não é pouco. Mas faz um bem danado depois que passa.”

Caio Fernando Abreu


comentar
publicado por F-R-A-G-M-E-N-T-O-S, em 01.09.11 às 03:03link do post | favorito

Sorriso, diz-me aqui o dicionário, é o acto de sorrir. E sorrir é rir sem fazer ruído e executando contração muscular da boca e dos olhos.

O sorriso, meus amigos, é muito mais do que estas pobres definições, e eu pasmo ao imaginar o autor do dicionário no acto de escrever o seu verbete, assim a frio, como se nunca tivesse sorrido na vida. Por aqui se vê até que ponto o que as pessoas fazem pode diferir do que dizem. Caio em completo devaneio e ponho-me a sonhar um dicionário que desse precisamente, exactamente, o sentido das palavras e transformasse em fio-de-prumo a rede em que, na prática de todos os dias, elas nos envolvem.

Não há dois sorrisos iguais. Temos o sorriso de troça, o sorriso superior e o seu contrário humilde, o de ternura, o de cepticismo, o amargo e o irônico, o sorriso de esperança, o de condescendência, o deslumbrado, o de embaraço, e (por que não?) o de quem morre. E há muitos mais. Mas nenhum deles é o Sorriso.

O Sorriso (este, com maiúsculas) vem sempre de longe. É a manifestação de uma sabedoria profunda, não tem nada que ver com as contrações musculares e não cabe numa definição de dicionário. Principia por um leve mover de rosto, às vezes hesitante, por um frémito interior que nasce nas mais secretas camadas do ser. Se move músculos é porque não tem outra maneira de exprimir-se. Mas não terá? Não conhecemos nós sorrisos que são rápidos clarões, como esse brilho súbito e inexplicável que soltam os peixes nas águas fundas? Quando a luz do sol passa sobre os campos ao sabor do vento e da nuvem, que foi que na terra se moveu? E contudo era um sorriso. 

José Saramago



mais sobre mim
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

29
30


posts recentes
pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds