frases, fragmentos, textos, poesia
comentar
publicado por F-R-A-G-M-E-N-T-O-S, em 11.09.11 às 21:30link do post | favorito

Paciência só para o que importa de verdade. Paciência para ver a tarde cair. Paciência para sorver um cálice de vinho. Paciência para a música e para os livros. Paciência para escutar um amigo. Paciência para aquilo que vale nossa dedicação. 

Martha Medeiros



comentar
publicado por F-R-A-G-M-E-N-T-O-S, em 11.09.11 às 01:37link do post | favorito

“- Houve um tempo em que a minha janela se abria para um  chalé. Na ponta do chalé brilhava um grande ovo de louça azul. Nesse ovo costumava pousar um pombo branco. Ora, nos dias límpidos, quando o céu ficava da mesma cor do ovo de louça, o pombo parecia pousado no ar. Eu era criança,  achava essa ilusão maravilhosa, e sentia-me completamente feliz. (...)”

Cecília Meireles

 


comentar
publicado por F-R-A-G-M-E-N-T-O-S, em 11.09.11 às 01:24link do post | favorito

Eu canto porque o instante existe

e a minha vida está completa.

Não sou alegre nem sou triste:

sou poeta.


Irmão das coisas fugidias,

não sinto gozo nem tormento.

Atravesso noites e dias

no vento.


Se desmorono ou se edifico,

se permaneço ou me desfaço,

- não sei, não sei. Não sei se fico

ou passo.


Sei que canto. E a canção é tudo.

Tem sangue eterno a asa ritmada.

E um dia sei que estarei mudo:


- mais nada.

Cecília Meireles


mais sobre mim
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

29
30


posts recentes
pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds